Dicas e truques

Como se mudar para Lisboa

Nesta nova série do blog, traremos dicas sobre como se mudar e se estabelecer em cidades europeias populares – começando pela ensolarada capital portuguesa

por Melissa em 08 janeiro 2020
Como se mudar para Lisboa

Ela é radiante, tranquila e colorida — por isso, não surpreende que cada vez mais pessoas estejam pretendendo se mudar para Lisboa. Se já esteve ou não na cidade anteriormente, você com certeza já ouviu dizer sobre seus moradores simpáticos, frutos do mar frescos e seu excelente clima. Porém, antes de comprar sua passagem somente de ida, há alguns aspectos essenciais que devem ser considerados para ajudar a tornar seu recomeço em Portugal o mais tranquilo possível.

Desde pedir seu visto até abrir uma conta bancária em Lisboa, os funcionários da Monese que trabalham em nosso escritório em Lisboa (muitos dos quais são estrangeiros) compartilham seus insights para ajudar você em sua empolgante aventura de expatriado.


Breves curiosidades

  • Lisboa é uma das cidades mais antigas do mundo — mais antiga que Paris, Londres e Roma.
  • Ela nem sempre foi a capital portuguesa. Antes de Lisboa, as capitais foram Guimarães, Coimbra e até mesmo Rio de Janeiro!
  • A cidade sofreu um dos terremotos mais mortais da história: o Grande Terremoto de Lisboa em 1755.
  • O fuso horário em Lisboa é a Hora Padrão da Europa Ocidental (WET), mesmo fuso do Reino Unido.
  • Lisboa tem um clima subtropical e tipicamente mediterrâneo, com uma temperatura diária média anual superior a 20°C!


Custo de vida

É essencial conhecer o custo de vida geral em Lisboa antes de se mudar. Dessa forma, você saberá o quanto deve poupar e orçamentar antes de seguir viagem. Lisboa é conhecida por ser um destino ideal para turistas e expatriados devido a seus preços baixos. Por exemplo, você pode comprar uma xícara de expresso (popularmente conhecido como bica em Lisboa) por menos de €1, e uma boa refeição para duas pessoas por aproximadamente €35. Esse valor é metade do que você normalmente pagaria em Londres ou Paris. Porém, apesar da economia, você também deve se lembrar de que o salário médio em Lisboa é de apenas €860.


Item Custo médio
Expresso €1
Ingresso de cinema €7
Plano quinzenal de telefone €10
Utilidades mensais (apartamento de 1 dormitório) €80
Cartão mensal de metrô €30
Boa refeição para dois €35
Aluguel mensal (apartamento de 1 dormitório no centro) €885

Björn da Suécia: “Um ótimo truque para reduzir seus custos é comprar mantimentos quando há promoções e descontos. Toda semana, diversos supermercados oferecem promoções variadas com até 50% de desconto, portanto, fique de olho nelas”.


Pedido de visto

Primeiro, você deverá verificar se precisa de um visto para se mudar para Lisboa. Portugal é um país-membro da União Europeia (UE) e do Espaço Econômico Europeu (EEE). Isso significa que todos os cidadãos da UE/EEE podem entrar no país portando apenas seus documentos de identidade nacionais. No entanto, você precisará de um certificado de residência se pretende permanecer por um período superior a três meses.

Além disso, a política imigratória do país inclui vários acordos internacionais com países não integrantes da UE, como Austrália, Brasil, Canadá e EUA. Esses acordos permitem que os cidadãos desses países entrem e permaneçam em Portugal por até 90 dias. Se você não estiver viajando a partir de um dos países que mantém esses acordos, provavelmente precisará de um visto de residência e, dependendo da sua situação, outros documentos, incluindo:

  • carta de aceitação escrita por um instituto educacional, caso você queira estudar em Lisboa
  • contrato de emprego, caso pretenda trabalhar ou realizar pesquisas em Lisboa

Marina do Brasil: “Vim para Lisboa primeiramente com um visto de estudante. Depois que consegui um emprego com contrato de trabalho, tornei-me elegível para uma autorização de residência. Para pedir seu visto ou autorização de residência, organize-se com bastante antecedência e prepare os documentos que deverão ser apresentados ao SEF, serviço de imigração de Portugal. Faça seu agendamento no SEF o mais rápido possível, pois as vagas são preenchidas rapidamente”.


Obtenha um NIF

Se você planeja morar e trabalhar em Lisboa, um dos primeiros documentos a ser obtidos é um NIF. Ele é um número de identificação fiscal de que você precisará para trabalhar legalmente, alugar um apartamento, pagar contas de serviços públicos ou até mesmo obter uma assinatura telefônica. Você precisará ir até a unidade mais próxima de Finanças com sua identidade e comprovante de endereço (seja de Portugal ou do seu país natal). Lembre-se de que, se você for considerado não residente ou proveniente de fora da UE, provavelmente precisará nomear um representante fiscal para acompanhá-lo. Depois de obter seu NIF, você poderá começar a aproveitar os benefícios de ser um contribuinte oficialmente reconhecido em Portugal.

Melissa (esta que vos fala) do Canadá: “Depois de obter seu NIF, não se esqueça de solicitar o regime de imposto de residente não habitual no portal online de Finanças , caso você seja elegível. Expatriados altamente qualificados podem receber uma taxa fixa de 20% de imposto de renda por dez anos! Certifique-se de fazer o pedido em tempo hábil. Você tem até 31 de março”.


Encontre uma moradia

Lisboa é um dos destinos mais populares para expatriados. Com o aumento de turistas e investidores estrangeiros, será difícil encontrar acomodações de longo prazo imediatamente. Isso vale não apenas para o centro da cidade, mas também para os subúrbios. Com isso em mente, convém reservar um aluguel de curta duração nas primeiras semanas da sua estadia. Dessa forma, você pode começar a procurar um apartamento permanente assim que chegar a Lisboa e obter a chance de visitar lugares pessoalmente.

Muitos agentes imobiliários e proprietários privados operam com base no princípio de “primeiro a chegar, primeiro a ser atendido”. Para ajudar com sua busca, experimente sites populares como imovirtual, Casa Sapo, Idealista ou BQuarto, bem como grupos do Facebook. Não tenha vergonha de ligar, em vez de se comunicar por e-mail! Esteja ciente de que fraudadores e golpistas também tentam capitalizar sobre a popularidade da cidade portuguesa. Portanto, proceda com cautela e tome cuidado com qualquer coisa que pareça boa demais para ser verdade.

Mathilde da França: “Viver na capital portuguesa é adorável, mas esteja preparado para uma casa fria durante os meses de inverno. A maioria dos apartamentos em Lisboa não possui aquecedores, portanto, adaptar-se a uma casa fria é algo que os recém-chegados podem achar difícil. No final, consegui convencer meu locador a adquirir um ar-condicionado que funciona como aquecedor, então, vale a pena perguntar”!


Trabalho em Lisboa

Embora não seja fácil encontrar um apartamento, não é difícil conseguir um emprego! Lisboa tem sido um dos centros de tecnologia mais populares e de crescimento mais rápido dos últimos anos. Não surpreende que muitas startups decidam fazer da capital portuguesa sua sede. Além dos grupos do Facebook e do LinkedIn, existem muitos outros sites que indicam as vagas em aberto:

Fique à vontade para conferir nossas próprias vagas em aberto aqui. Candidate-se a uma das vagas na Monese e junte-se a nós na missão de oferecer às pessoas a liberdade financeira necessária para que prosperem em qualquer lugar!

Se você é um nômade digital ou empresário e precisa de um local para trabalhar remotamente, fique tranquilo. Por ser um centro de negócios bem estabelecido, você encontrará diversos espaços de trabalho confortáveis ao redor de Lisboa. Escolha entre uma variedade de cafeterias adoráveis ou espaços de coworking. Reserve tempo para visitar alguns lugares e ver o que melhor combina com você! Trabalhar na cidade também pode ajudá-lo a conhecer novas pessoas e criar uma rede profissional mais rapidamente.


Abra uma conta

Sua conta bancária local pode se mostrar menos econômica durante sua estadia em Lisboa, simplesmente porque muitos bancos cobram pela manutenção da conta. Então, o que você pode fazer se precisar de uma conta bancária e um local seguro para guardar seu dinheiro? Junte-se à Monese! Na Monese, você pode facilmente abrir uma conta antes mesmo de se mudar, desde que esteja se mudando a partir de outro país integrante do EEE. Dessa forma, você não precisa carregar dinheiro em excesso. Com a Monese, você pode receber seu salário, usá-lo para fazer pagamentos online ou em lojas físicas e enviar dinheiro para casa. Se familiares e amigos se cadastrarem na Monese, eles receberão suas transferências de forma gratuita e instantânea, e vice-versa!

Cadastre-se agora

Karolina da Polônia: “Abrir uma conta em um banco tradicional português foi um desafio. Havia muitos documentos que eu precisava fornecer, incluindo comprovante de emprego, um NIF e ainda um depósito de €200 para abrir uma conta. A Monese foi a melhor e mais fácil solução para mim”!


Deslocando-se pela cidade

Não importa se tiver sorte o suficiente para encontrar um apartamento no centro da cidade ou algo nos subúrbios, você provavelmente não precisará de um carro. As ruas de Lisboa são incrivelmente desafiadoras de dirigir e lotadas de qualquer maneira, devido ao fato de ser bem estreitas. Felizmente, o transporte público é bem desenvolvido, o que torna o deslocamento para o trabalho fácil e conveniente, mesmo se você mora do outro lado do rio ou nos arredores. Você pode escolher entre várias linhas de metrô, ônibus, trens, além de balsas e bondes. Recomendamos deixar esse último para os turistas, pois os bondes podem ficar bastante lotados. Você pode usar o mesmo bilhete mensal para ir ao trabalho todas as manhãs e se deslocar à praia no fim de semana!


Faça amizades

Deixar os entes queridos para trás nunca é fácil, e estar sozinho em um novo país é assustador. Mas você não precisa se preocupar! Há alguns grupos do Facebook, outras comunidades online e grupos de encontros para expatriados que acabaram de se mudar para Lisboa. Fazer amizades fica mais fácil graças ao nosso programa de indicação, que permite que você convide novos contatos para se juntar à Monese — e ambos são recompensados!


Continue lendo…

Se você ainda acha que precisa de mais informações, há muitos blogueiros que vivem e trabalham em Lisboa, portanto, procure os sites de alguns deles! Joanna do The Blond Travels escreve sobre morar em Lisboa a partir de seu ponto de vista próprio (ela também é uma cliente satisfeita da Monese). Você também pode deixar uma mensagem para a gente no Facebook, Twitter ou Instagram, compartilhando quaisquer dicas para quem deseja se mudar para Lisboa!


Melissa Content Writer
Share this article